Dieta Lowcarb – Manual Completo para começar a emagrecer A-GO-RA!

Não tem erro, a dieta lowcarb é poderosa, milhares de pessoas estão emagrecendo com ela. Confira o manual completo da dieta com tudo o que pode e o que não pode.


Que tal começar a sua Dieta Lowcarb ainda hoje, com o que tem em casa, e começar a emagrecer mais de 2 kilos por semana?

Dieta Lowcarb – O que é? Como funciona? Qual é o cardápio? Quais as medidas de segurança?

Dieta Lowcarb é basicamente uma dieta em que quase eliminamos o consumo de CARBOIDRATO, mantemos um consumo ADEQUADO de proteína para não perder músculos, e comemos GORDURA Á VONTADE para energia e para matar a fome.

Alimentos que devem ser evitados na dieta do carboidrato:

Alimentos ricos em amido e açúcares são sempre inaceitáveis: grãos (sim, até mesmo grãos integrais), pão, cereais, feijão, refrigerantes, massas, batatas, pizza, bolos, cerveja, biscoitos, chocolate, mel, salgadinho, sorvete, bolachas e tudo mais. Todos eles têm uma coisa em comum: quando processados pelo corpo, tudo vira açúcar (glicose) e causam aumento de insulina no sangue, juntamente o que queremos CORTAR com essa dieta.

É isso mesmo, pão é açúcar. Massa é açúcar. Cereais são açúcar, e não podemos comer AÇÚCAR!



Frutas podem ser comidas em pequenas quantidades, mas também devem ser evitadas pois contem FRUTOSE, outro tipo de açúcar, que também vira GLICOSE no sangue.

Todos os alimentos “light” devem ser evitados: leite desnatado, molhos com teor reduzido de gordura, iogurte light, etc. Porquê? Porque geralmente as industrias tiram a gordura desses alimentos (GORDURA É BOM PRA SAÚDE), e substituem com carboidratos (que é AÇÚCAR) e componentes químicos nocivos á saúde.

Beba pouco leite, pois contém LACTOSE, outro tipo de açucar, que queremos evitar nessa dieta. Não mais que 1 copo de leite INTEGRAL por dia.

Abaixo teremos uma lista completa doque pode e oque não pode comer.

DICA: LEIA A EMBALAGEM DOS ALIMENTOS. SE TIVER MAIS QUE 1 OU 2 GRAMAS DE CARBOIDRATOS POR PORÇÃO, NÃO PODE COMER!

Plano semanal recomendo:

  • Segunda: DIETA
  • Terça: DIETA
  • Quarta: DIETA
  • Quinta: DIETA
  • Sexta: DIETA
  • Sábado: DIETA

– Domingo: FOLGA, coma o que quiser, inclusive açúcar, pão e bolo, mas moderadamente para não inchar o estômago.

A Ciência por trás da Dieta Lowcarb 

Basicamente, o cérebro se alimenta de glicose. Glicose é o alimento “preferido” do cérebro. Se cortamos a glicose (carboidratos), o cerebro passa a se alimentar de gordura. Nesse ponto nosso corpo se transforma em uma usina de queimar gordura. A gordura queimada para consumo do cerebro e energia em geral vem da gordura que temos armazenada no corpo, e da gordura que comemos. A proteína, ingerimos para que não haja perda de musculos. Mas carboidratos, não podemos comer, pois se comermos, o corpo para de queimar a gordura para se alimentar, pois já está saciado com GLICOSE.

O que é insulina e como funciona o armazenamento de gordura?

A insulina é um dos aspectos mais importantes do seu corpo e é o foco dessa dieta. É um hormônio segregado pelo pâncreas que regula o metabolismo da gordura e carboidratos no sangue. A sua principal função é controlar o armazenamento da gordura e o uso de gordura armazenada para energia. Sua outra função é regular o açúcar no sangue. Quando a gente come muito carboidrato, basicamente toda a gordura que comemos é armazenada no corpo (engordamos). O corpo produz mais insulina para controlar os níveis de glicose no sangue, e eventualmente, o corpo desenvolve resistência á insulina, que leva á Diabetes tipo 2. Quando comemos menos carboidrato, nossa energia vem da gordura, que é queimada ao invés de armazenada, e menos insulina é necessária para patrulhar sua corrente sanguínea e regular o açúcar no sangue. Isto significa, simplesmente, menos armazenamento de gordura no corpo, como resultado.

Quais são os diferentes tipos de gorduras?

Todos os alimentos que contem gordura – mesmo os óleos puros – contêm uma mistura de três tipos de gordura:

• saturada (MUITO BOA) • poli-insaturada (BOA) • monoinsaturada (EXCELENTE)

Os alimentos são muitas vezes “famosos” pela sua gordura predominante; por exemplo, azeite como “mono” e manteiga como “saturada” – mas todos os alimentos contêm misturas das três. Todos os três tipos de gorduras são necessárias e importantes para a saúde humana e devem ser incorporadas na dieta numa proporção equilibrada.

• Gordura saturada, particularmente na ausência de carboidratos, não é perigoso para a saúde humana – pelo contrário: quando o consumo de saturadas é equilibrado com monos e polis, e com baixo consumo de carboidratos, a gordura saturada tem benefícios reais e mensuráveis em uma série de fatores em nossa saúde.

• Além disso, os benefícios de gorduras mono (como o azeite) já são bem conhecidos hoje em dia.

• As comidas ricas em gorduras POLI, como óleos vegetais, geralmente contêm uma grande quantidade de ácidos graxos ômega-6, e muito pouco ômega-3. Por isso, é importante evitarmos muita gordura POLO como óleo de milho ou soja. A melhor maneira de obter omega-3 é através de peixes e ovos.

Como regra geral, evite gorduras ricas em ômega-6, e NUNCA, NUNCA COMA GORDURAS TRANS OU PROCESSADAS, como a margarina.

Mitos e preocupações da Dieta Paleo

Mas grãos e cereais não são saudáveis para mim?

O conceito de saúde nos tempos modernos é muitas vezes deformado e estranho. Isso inclui cereais, que frequentemente são retratados como saudáveis em nossas dietas padrão. O fato é que os grãos integrais e cereais não são diferentes de açúcar e muitas vezes têm um nível de glicose mais alto do que o próprio açúcar. Isto significa que a ingestão de açúcar puro provoca menos insulina no corpo que uma fatia de pão. A verdade sobre grãos é que eles são densos em carboidratos e não contém gordura e proteína suficientes para serem chamados “saudáveis”.

Mas a gordura não vai me fazer ficar gordo (e diabético)!?

Gordura causando engordamento é um dos conceitos mais errados na história do mundo. Essa lógica não é aplicada a mais nada; se fosse, todos seriamos verdes se comermos muito pepino. Gordura engorda quando casada com niveis altos de carboidratos, na verdade. Assim é que a gordura engorda, mas botar a culpa na gordura não é resolver o problema – é apontar apenas metade do problema.

Diabetes é um problema que cresce e tormenta o mundo ocidental. Diabetes tipo-2 é um problema sério que precisa ser remediado. No entanto, parece que a maioria das pessoas não entende o que afeta os diabéticos. Diabéticos não são afetados por grandes quantidades de gordura ou proteína. Mesmo que gordura e proteína causem insulina no corpo, a quantidade é pequeníssima se comparada á insulina de carboidratos. Quando um diabético come um xis com batata frita, o que afeta o sangue é a batata frita e o pão, não o bife e o ovo, nem o queijo. As pessoas acabam culpando a gordura por não saberem que o que causa o problema é o amido e o açúcar.

E sobre o colesterol e doenças cardíacas?

O colesterol é uma cera, um lipídio charmoso enfeitando a membrana de cada célula no corpo e nosso plasma sanguíneo. Suas funções, que são muitas, incluem a proteção dos neurônios, geração e manutenção das membranas celulares, metabolizar vitaminas solúveis em gordura, e começam a síntese de muitos hormônios no corpo, inclusive hormônios sexuais. Muito legal, na verdade. Com todo esse trabalho que o colesterol tem em nosso corpo, nosso fígado trabalha para garantir que sempre temos colesterol suficiente no sangue, produzindo cerca de 1000-1400 miligramas de colesterol a cada dia. Em comparação, os 300 miligramas recomendados em uma dieta “saudável” é uma pequena porção do que nosso corpo precisa. Oque acontece então é que nosso fígado consegue “medir” o colesterol que ingerimos, e produzir o restante. Quanto mais colesterol comemos, menos o figado produz, e quanto menos comemos, mais o fígado produz, e vice-versa, para sempre termos a mesma quantia adequada de colesterol no sangue.

Colesterol bom, mau, e triglicerídios:

Primeiro temos as lipoproteínas de alta densidade (HDL / o colesterol “bom”). O HDL transfere colesterol dos tecidos do corpo para o fígado (através da corrente sanguínea). Em seguida, temos as lipoproteínas de baixa densidade (LDL / o colesterol “mau”). LDL tem a função desgraçada de carregar o colesterol produzido pelo fígado até os tecidos do corpo (através da corrente sanguínea). Em terceiro lugar, temos os triglicerídios, que são basicamente a forma que a gordura assume para viajar pelo nosso corpo através da corrente sanguínea. A relação entre o colesterol e os triglicéridos é como um casamento. Níveis elevados de triglicerídios no sangue, que são comprovadamente causados por dietas ricas em carboidratos, são presságios de outros problemas no corpo, principalmente á resistência á insulina do corpo (Diabetes) bem como a inflamação no sangue (e o risco de doenças cardíacas). Altos niveis de triglicerídios sao frequentemente vistos mesmo com colesterol HDL baixo.

Em resumo, o único fator importante é a quantidade de LDL “mau colesterol” no sangue. Se a gordura que comemos não é queimada, ela é estocada na barriga, nas pernas, na cintura, etc, e viaja pelo corpo através do sangue em forma de triglicerídio, que causa mais LDL “mau colesterol” no sangue. Se queimamos a gordura para energia, ao invés de queimarmos carboidratos, o sangue fica muito mais limpo de LDL “mau colesterol” pois não há tanta gordura a ser transportada como triglicerídio no sangue.

Dieta Lowcarb – Cardápio

Em suma, você deve comer comida de verdade (carne, ovos, castanhas, iogurte, vegetais e, ocasionalmente, algumas frutas). Além da limitação óbvia de carboidratos na alimentação, também evite comer alimentos processados e qualquer alimento que pode conter conservantes e corantes.

low-carb

Comer á vontade na Dieta Lowcarb:

Carnes e derivados de origem animal:

  • Carnes vermelhas (carne de vaca, bufalo, cordeiro, ovelha, cabra, etc) e derivados
  • Miudezas (fígado, coração, moela e outras visceras)
  • Peixes e frutos do mar
  • Carne de porco, toucinho, salame, presunto
  • Linguiças sem farinha
  • Todas as aves, frangos, etc, com a pele
  • Todos os tipos de ovos
  • Gelatina sem açúcar
  • Manteiga
  • Queijos

Gorduras saudáveis:

  • Saturada (banha, sebo, gordura de frango, pato, ganso, óleo de c
  • Monos (abacate, nozes, amendoim, azeite de oliva)
  • Polis (óleo de peixe, azeite de canola)

Vegetais sem amido:

  • Amendoim sem açucar
  • Alface
  • Couve
  • Espinafre
  • Cebolinha
  • Chicória
  • Azeitonas
  • Rabanetes
  • Salsão
  • Aspargo

Frutas:

  • Abacate

Condimentos:

  • Maionese (tem que ser sem carboidratos, comprar Hellman’s ou Heinz, caro mas saudável)
  • Mostarda (sem açúcar na composição).
  • Todos os tempeiros (oregano, etc)

Bebidas

  • Água, café, chá, todos sem açucar e com adoçante

Comer com moderação, ocasionalmente e em pequenas quantidades:

Legumes, cogumelos e frutos:

  •  Vegetais crucíferos (repolho, couve-flor, brocolis, erva-doce, nabo)
  • Beringela
  • Tomate
  • Pimentão
  • Vegetais de raiz (cebolinha, alho, cebola, cogumelos, abobora)
  • Quiabo, feijão, ervilhas
  • Bagas (amoras, morangos, framboesas, etc)
  • Côco
  • Cenoura
  • Beterraba
  • Batata doce
  • Melões, melancia
  • Pessego, nectarina, maça, peras
  • Figos, uvas, kiwi
  • Laranjas e tangerinas

Nozes e sementes:

  • Macadamias
  • Pecans, amendoas, nozes, avelãs, pinhão, linhaça, girassol
  • Amendoim

Condimentos:

  • Molhos de tomate sem açucar
  • Cacau em pó

Bebidas:

  • Leite integral (nunca tomar leite desnatado), 1 copo por dia maximo
  • Refrigerantes SEM AÇUCAR (quanto menos melhor pra saúde, tome AGUA)
  • Destilatos (cachaça, rum, vodka)

Não comer nunca durante a dieta Lowcarb:

  • Açúcar branco
  • Açúcar mascavo
  • Pão
  • Massas
  • Todos os grãos, integrais ou não
  • Trigo, centeio, aveia, cevada
  • Milho
  • Arroz, Trigo
  • Batatas
  • Todos os produtos derivados dos grãos acima
  • Farinha, amido, maizena
  • Pizza
  • Biscoito, salgadinho, bolacha
  • Bolos, tortas
  • Frutas tropicais e sucos:
  • Não coma as frutas abaixo e não tome suco dessas frutas:
  • Abacaxi
  • Manga
  • Banana
  • Mamão
  • Uvas
  • Condimentos:
  • Geléias
  • Schimias
  • Doces
  • Açucares
  • Ketchup
  • Mel
  • Leite condensado
  • Tudo que contenha qualquer forma de AÇUCAR

Livros sobre Dieta Lowcarb

O livro Dieta Metabólica, do Dr. Mauro Di Pasquale, é a fonte mais recomendada para quem quer adotar a dieta lowcarb cíclica com vistas a ganhar massa muscular.

Mauro Di Pasquale é um médico norte-americano que teve uma bem sucedida carreira como fisiculturista profissional e levantador de pesos, tendo ganho diversos campeonatos.

Por conta de seu conhecimento com base científica, destacava-se dos demais competidores ao realizar os ciclos de carboidratos e assim conseguir perder gordura enquanto preservava a massa muscular.

No livro Dieta Metabólica, ele explica em detalhes como você pode fazer a dieta lowcarb com a menor margem de erros possível.

Cuide apenas para que você tenha uma alimentação correta ao cortar os seus carboidratos.

Confira aqui alguns vídeos de depoimentos de pessoas que emagreceram com a dieta lowcarb:

Inscreva-se para receber nossos conteúdos selecionados por e-mail e deixe seu comentário sobre esta postagem no formulário abaixo.
Muito obrigada pelo carinho =D


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

17 − quatro =